Notícias

SICIDETO COBRA GOVERNADOR POR DATA-BASE




 Em resposta aos anseios de seus sindicalizados, junto com outras 18 entidades classistas, protocolou nesta sexta-feira, no Palácio Araguaia, o ofício conjunto 10/01 sobre a revisão geral anual da remuneração (Data-Base) dos servidores públicos estaduais. O documento cobra do governador Mauro Carlesse a implementação integral na folha de pagamento do mês de maio/2021 referente às Datas-Bases de 2019, 2020 e 2021.

 No ofício conjunto, foi estabelecido um prazo de cinco dias para que o Governo do Estado se manifeste sobre o documento. O objetivo é dar uma resposta satisfatória aos servidores públicos estaduais representados pelos sindicatos, as entidades classistas cobram a implementação da diferença no percentual de 4,0747% da Data-Base de 2019, quando o Governo do Estado pagou apenas 1% do total de 5,0747%. E ainda dos índices referentes às Datas-Base de 2020 e 2021, respectivamente, 2,4599% e 7.5911%.





Legislação

 As medidas de contenção de despesas estabelecidas na Lei Complementar 173/2020, que estabelece o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus SARS-CoV-2 (Covid-19), não se aplicam a aumentos e reajustes decorrentes de legislação anterior. A revisão geral anual (Data-Base) da remuneração dos Servidores Públicos Estaduais é assegurada pela Constituição Federal em seu art. 37, inciso X; Constituição Estadual em seu art. 9º, inciso X; e Estatuto do Servidor Público do Estado do Tocantins, Lei nº 1.818/2007, em seu art. 218, parágrafo único. A Data-Base dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins está fixada no dia 1º de maio de cada ano, conforme artigo 1º da Lei nº 2.708/2013.

 Importante observar que a Lei nº 3.405/2019, em seu art. 40, que dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2019, assegura a revisão geral anual da remuneração e subsídio dos servidores públicos, conforme estabelece a Constituição Federal. Também deve-se observar que a Lei nº 3.462/2019, que dispõe sobre a suspensão dos reajustes e progressões, e em seu art. 5º, assegurou a revisão geral anual, data-base – interstício de 2019, da remuneração dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins.

 VEJA O OFÍCIO PROTOCOLADO:










 "O Servidor Público Estadual não pode mais pagar esta conta é um grande descaso, o Governo dever mais de 14% somente referindo-se a Data-base dos últimos três anos, se falarmos dos demais direitos daí a conta aumenta bastante, o momento agora é de união e fortalecimento das Entidades Sindicais representativas de cada Categoria, nós Cirurgiões-dentistas devemos manter nosso SICIDETO forte com o apoio e filiação de mais Colegas, pois somente assim teremos poder de fogo contra estes governos que querem nos massacrar, não pagando nossos direitos ou até os diminuindo ainda mais" Conclui o Presidente do SICIDETO Dr.Ricardo Camoesi.

   SICIDETO TRABLHANDO

 FONTE: SICOM / SICIDETO



  • Sindicatos e suas conquistas históricas: CONHEÇA AS PRINCIPAIS CONQUISTAS DOS SINDICATOS

  • PROCESSO ELEITORAL REALIZADO

  • ELEIÇÕES SICIDETO